Portugal

10 destinos mais baratos para visitar em junho em Portugal

Saúde a chegada do verão e planeie já a sua escapadinha por alguns dos melhores lugares para visitar em junho

 

Mês do solstício que dá as boas-vindas ao verão, junho marca o início daquela que é a época turística por excelência no nosso país. As temperaturas começam a convidar a mergulhos, as cidades ganham vida e as paisagens surgem mais vivas e exuberantes que nunca. Infelizmente, com o aumento da procura tende também a verificar-se o aumento natural dos preços, motivo pelo qual compilamos para si esta lista de destinos mais baratos para visitar em junho em Portugal!

Tendo por base a comparação entre os preços atuais das estadias e os registados no mesmo período de 2020, fique connosco e deixe-se surpreender por alguns dos locais mais fantásticos que o nosso pequeno país tem para oferecer.

10. Amares

Situada entre as margens tranquilas do Cávado e os imponentes cumes da Serra do Gerês, Amares é um refúgio tranquilo para os verdadeiros amantes da natureza.

Terra do inigualável António Variações, e região ímpar na produção de alguns dos melhores vinhos verdes do país, Amares é uma combinação perfeita entre a cultura eclesiástica do interior e as paisagens intocadas das zonas vinícolas. Se está de visita à vila, não perca a oportunidade de conhecer o Mosteiro de Santo André de Rendufe ou o Santuário de Nossa Senhora da Abadia, nem de atravessar as águas do Cávado através da medieval Ponte do Porto, porventura o maior ponto turístico de Amares.

Visto o município, é altura de se aventurar por outras paragens do concelho, explorando o Monte de S. Pedro Fins ou relaxando nas águas terapêuticas das Termas de Caldelas.

Hotéis & Casas de Férias - Amares

110 Hotéis
Ver hotéis

9. Vila Real de Santo António

Bem-vindo a Vila Real de Santo António! Se procura o que fazer em junho quererá com certeza ouvir esta nossa proposta. Diz-se que o Homem se conquista pelo estômago, por isso mergulhemos na gastronomia típica de Vila Real de Santo António.

Esta cidade algarvia é bem conhecida pelos mariscos e peixes: conquilhas, amêijoas, atum e outros que tais. Prove o arroz de polvo e também a espinheta de atum. Como sobremesa, experimente os bolinhos de amor, as estrelas de figo ou as areias – parece poesia, mas são doces típicos!

Já com as energias repostas e de barriga composta, rume até à Praça Marquês de Pombal, no coração desta adorável vila. Conheça a antiga Casa da Guarda e a Câmara Municipal, marcos importantes locais. Continue o seu percurso pelas margens do rio até alcançar a Alfândega, e, pelo caminho, perca-se e desfrute do mar, das palmeiras e das casinhas brancas que decoram a paisagem.

Hotéis & Casas de Férias - Vila Real do Santo António

260 Hotéis
Ver hotéis

8. Terras de Bouro

Situada às portas do reconhecido Parque Nacional da Peneda-Gerês (o único com tal estatuto em território nacional), a vila de Terras de Bouro apresenta-se como um dos principais destinos a não perder em junho!

Longe da confusão da cidade, mas próxima o suficiente de Braga para fazer face a qualquer imprevisto, esta é uma terra de paisagens estonteantes e onde a cultura rural ainda predomina, quer nos jeitos e palavras da população, quer no património da vila. Assim, não tenha medo de se perder por entre espigueiros, sequeiras ou moinhos, e aproveite para visitar a Igreja de Nossa Senhora da Abadia ou a Capela de São Brás.

Para além disso, e mais do que uma recomendação, visitar os arredores de Terras de Bouro é uma atividade quase obrigatória! Reserve alguns dias para explorar as redondezas e vá a banhos na Barragem da Caniçada, explore os trilhos do Gerês ou acompanhe as peregrinações ao Santuário de São Bento da Porta Aberta.

Hotéis & Casas de Férias - Terras de Bouro

251 Hotéis
Ver hotéis

7. Penela

Situado em pleno distrito de Coimbra, Penela é um dos mais antigos municípios do país, e um local onde certamente não lhe faltarão ideias e inspiração se está à procura de umas férias ativas​.

Não há como escapar a uma visita ao Castelo de Penela: uma construção secular com claras influências mouriscas. No interior desta fortificação poderá explorar a Igreja de São Miguel e as famosas imagens religiosas esculpidas no século XVI. Diversas igrejas e pelourinhos medievais aguardam por si nesta aventura por terras longínquas. De salientar o Pelourinho de Podentes e a Igreja de Santa Eufémia.

Aventure-se também rumo ao Castelo de Germanelo, e aproveite este desvio para visitar também o Vale do Rabaçal, as ruínas romanas e Chanca, uma pequena aldeia com vistas de cortar a respiração. Finalmente, a Ferraria de S. João, na freguesia de Cumieira, não pode ficar de fora desta sua lista.

Hotéis & Casas de Férias - Penela

70 Hotéis
Ver hotéis

6. Celorico de Basto

Um dos destinos mais baratos para visitar em junho, Celorico de Basto é um dos mais conceituados municípios de Braga. Para além disso, está inserido nas aclamadas Rota do Românico e Rota do Vinho Verde, títulos que por si só são suficientes para nos motivar a uma visita!

Alguns dos principais monumentos a visitar incluem o Castelo de Arnoia e a Igreja do Salvador de Ribas, bem como o fabuloso miradouro do Viso, a partir do qual poderá contemplar a natureza envolvente. Durante esta escapadinha, o leitor deverá aproveitar para saborear o já mencionado Vinho Verde, mas recomendamos que o faça acompanhar pelas maravilhas gastronómicas locais e, prometemos, não se vai arrepender.

Arroz de cabidela, feijoada com chispe ou cabrito assado são os pratos típicos da região. De sobremesa, não deixe de provar o pudim caseiro ou as cavacas! E porque o fumeiro é por estas terras uma arte respeitada, não deixe de comprar um salpicão ou um presunto.

Hotéis & Casas de Férias - Celorico de Basto

181 Hotéis
Ver hotéis

5. Marinha Grande

Marinha Grande rima com artesanato, matérias-primas e mar. Situada no distrito de Leiria, nesta vila encontrará um pouco de tudo aquilo que faz um local turístico de eleição.

Nesta aventura, mergulhe profundamente na história de Portugal e faça uma visita ao Pinhal de Leiria, durante vários séculos o “pulmão” de Portugal. Já no Museu do Vidro, poderá aprender um pouco mais sobre as diversas artes e ofícios da Marinha Grande, antes de um merecido desvio até São Pedro de Moel, onde os mais apaixonados por fotografia irão certamente captar a beleza fotogénica das casinhas brancas aglomeradas de frente para o mar.

Vieira de Leiria, a Praia das Pedras Negras e o Museu Joaquim Correia são alguns exemplos de importantes marcos a incluir no seu roteiro. Para um pouco de diversão, o parque aquático Mariparque poderá ser uma hipótese também. Finalmente, considere fazer um pequeno desvio até ao impressionante Mosteiro da Batalha para fechar esta viagem com chave de ouro.

Hotéis & Casas de Férias - Marinha Grande

156 Hotéis
Ver hotéis

4. Montalegre

Englobando mais de um quarto do território do Parque Nacional da Peneda-Gerês, o concelho de Montalegre revela-se uma excelente opção para os viajantes menos urbanos em busca de uma experiência na natureza.

Aqui, encontrará uma rede de trilhos pedestres devidamente sinalizada que o levará a percorrer os pontos mais icónicos da vila e das suas impactantes redondezas. Desde as aldeias graníticas históricas da região – como Vilarinho de Negrões ou Ponteira – às Albufeiras de Salamonde e Paradela, assistir à forma como a paisagem rural se muta e revela à sua frente é apenas um dos muitos prazeres de visitar Montalegre!

Uma vez regressado à vila, não deixe de visitar o centro histórico e de conhecer o famoso Castelo de Montalegre, símbolo mais alto (literal e figurativamente) do município. Para terminar, e porque estamos em terra de excelentes carnes e ainda melhor fumeiro, recomendamos que experimente algumas das iguarias mais reconhecidas de Montalegre, como o chouriço de porco bísaro, a posta barrosã ou a feijoada à transmontana.

Hotéis & Casas de Férias - Montalegre

113 Hotéis
Ver hotéis

3. Vila Real

Considerada a capital e principal motor cultural e económico da região de Trás-os-Montes, Vila Real é agora uma cidade que está a despertar todo o seu potencial turístico.

Comece a sua visita no inconfundível Palácio de Mateus, o mais preponderante marco turístico da cidade e um dos melhores exemplos de arquitetura barroca em todo o país, obra da genialidade do Nicolau Nasoni (sim, o mesmo que desenhou a icónica Torre dos Clérigos). Percorra as ruas do centro histórico da cidade e descubra a Sé de Vila Real, a Igreja de São Pedro ou a Casa de Diogo Cão, terminando o dia com um agradável passeio pelo Jardim Botânico da UTAD.

Depois de vista a cidade, recomendamos que aproveite para explorar os arredores de Vila Real, caminhando pelos trilhos da Serra do Marão, visitando a bonita vila vinhateira de Pinhão e encontrando as melhores vistas sobre toda a região a partir do alto do Monte de Calvário.

Hotéis & Casas de Férias - Vila Real

149 Hotéis
Ver hotéis

2. Vale de Cambra

Vale de Cambra situa-se no distrito de Aveiro, no Norte de Portugal. Se procura bons destinos onde ficar em junho, encontrou aqui uma ótima proposta, especialmente se se identifica como um aficionado de espaços naturais. Afinal, encontrará aqui na região a magia dos seus inúmeros percursos pedestres onde o verde predomina.

Na sua pesquisa para elaboração de um roteiro, não deixe de incluir os trilhos de Varandas da Felgueira, dos Caminhos de Antigamente ou da Vereda do Pastor, visitando pelo caminho as aldeias do Arestal ou os canais de rega de Burgães.

O inconfundível Vinho Verde, tão característico da região, terá como acompanhantes pratos tão deliciosos como a vitela arouquesa, os rojões, o cozido à portuguesa ou o aclamado cabrito da gralheira assado – não há como resistir! Termine a refeição (e a aventura) com as tradicionais calambrias e com uma ou duas tulhinhas, pequenos pastéis de massa folhada com recheio de ovos-moles, canela e amêndoa.

Hotéis & Casas de Férias - Vale de Cambra

92 Hotéis
Ver hotéis

1. Porto de Mós

Situada no distrito de Leiria, e cercada pela natureza do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, a vila de Porto de Mós está a apenas 25km dos areais paradisíacos da Costa da Prata!

Para além do impactante Castelo de Porto de Mós, nenhum visitante deverá sair da vila sem passar pela Igreja de São Pedro ou pela Capela de Santo António, nem sem tampouco percorrer a milenar Calçada Romana do Alqueidão da Serra. Já fora dos limites do município, é quase obrigatório visitar as Grutas de Mira de Aire e dar um pulinho até ao Mosteiro da Batalha, eleito uma das Sete Maravilhas de Portugal.

Para que a despedida seja feita em beleza, termine a sua aventura com um repasto onde não pode faltar o cabrito ou o borrego, dois dos produtos mais importantes da gastronomia da região!

Hotéis & Casas de Férias - Porto de Mós

153 Hotéis
Ver hotéis

Os dados apresentados foram verificados em janeiro de 2021. As tarifas são referentes ao preço médio, por quarto duplo, por noite, e são apenas uma referência, uma vez que podem variar dependendo da pesquisa e das datas selecionadas.